10 de jan de 2011

Finalmente


Depois de anos de estudos, sendo péssima em matemática, finalmente me fizeram entender probabilidade.

Extraído do livro "O Andar do Bêbado: Como o acaso determina nossas vidas", autor Leonard Mlodinow:

"Por que na probabilidade multiplicamos ao invés de somar? Suponha que você faça um baralho com fotos de 100 sujeitos que você conheceu em um site de relacionamento na internet - homens que, pelas fotos apresentadas, se parecem com o Tom Cruise, mas que pessoalmente lembram Danny DeVito. Suponha que no verso de cada carta, você liste algumas informações, como: sincero (sim ou não) e bonito (sim ou não). Por fim, suponha que 1 de cada 10 das suas possíveis almas gêmeas tenha um sim para cada uma das características. Quantos homens, no seu baralho de 100 passarão no teste das duas categorias?  Consideremos primeiro a sinceridade. Como 1 em cada 10 tem sim nessa categoria, 10 em 100 cartas passarão no teste. Dentre desses 10 homens, quantos seriam bonitos? Novamente, 1 a cada dez cartas possui um sim para categoria de beleza. A probabilidade da sinceridade de 1/10 reduz a possibilidade a 1/10, o mesmo ocorre com a segunda probabilidade, que é 1/10, que faz que o resultado final seja 1/100. Caso você tenha mais exigências além da sinceridade e da beleza, terá que continuar multiplicando... portanto... bem... boa sorte!!"



Estou surpresa como a probabilidade finalmente fez sentido!!!

3 comentários: