11 de jan de 2011



Quando eu era criança não entendia certas coisas. Lembro da minha mãe a dizer que eu já estava a ficar moça e tinha que me comportar. Eu tinha uns 10 anos na época, ou menos. Ela continuo dizendo que eu ia ser moça, que eu ia ser adolescente. Perguntei o que adolescentes fazem, já que não tem mais brinquedos. Ela respondeu que as mocinhas conversam, falam de roupas, de moda e de rapazes. Eu respondi: "Que coisa mais chata. Não sei se quero crescer".

De fato, demorei a crescer. Minha mãe ficava chocada com os meus tênis pesados, nada delicados, para jogar bola. Depois meu kimono. Eu gostava mais de livros e esportes do que outras coisas. Coleção Vaga-Lume?Li todinha, antes de completar 15 anos. Leituras do ano escolar? Lia todos no início do ano e relia se precisasse para alguma prova. 


Aos dezoito anos, o bicho da vaidade feminina começou a me morder, com força. Sentia insegurança perto das moças bem pintadas e arrumadas. Moças que chamavam a atenção dos rapazes, quando eu era o "amigão"(??). 


Não aprendi a usar salto alto, talvez seja esse meu único arrependimento. 

3 comentários:

  1. Sempre há tempo para tudo nesta vida. Até mesmo para se aprender a usar salto caso isso seja, de fato um desejo...rsrsrs

    Mas o mais legal é que existem homens que preferem as mulheres do estilo "amigão".

    Quase sempre mais inteligentes que as outras, não raramente são mulheres que cuidam do corpo de modo natural (praticam atividade física por gosto e não por vaidade, de modo a deixar o corpo firme, bonito e tonificado de modo mais duradouro, sem os excessos da musculação que com o tempo levam o corpo a ficar flácido quando abandonada a atividade).

    Mas o mais interessante é que as mulheres "amigão" se importam em conhecer o cara com quem estão, buscam celebrar com ele, dividir com ele e não são dadas a ataques de vitimização feminina.

    E como plus, essas mulheres adoram estar entre seus amigos e são verdadeiras amigos dos amigos do namorado.

    ResponderExcluir
  2. Vou te falar viu, muito melhor do que ter sido escrava da moda e olhar as fotos do passado e desejar que elas não te queimassem.

    ResponderExcluir
  3. Eu tb demorei de crescer... ñ aceitava ter q deixar as bonecas e afins. Mas, enfim, depois que percebi os bonecos...rs... gostei!

    P.S.(menina, desculpe, estava sumida do mundo dos blogs e só vi seu recado agora... ainda serve? kkkk... www.textoscontextos.blogspot.com)

    ResponderExcluir