2 de mar de 2011

Alcoolismo-sóbrio da madrugada.

Você pode até achar que estou a mentir, mas saiba que não estou. 

Não estou apaixonada por você, não faço projeções sentimentais sobre o nosso futuro. O que eu sinto é mais simples, é visceral, é urgência. Também não pode ser resumido a puro sexo, pois se assim fosse, mais fácil ter outros, ou até mesmo um vibrador, do que ter você.

Você não me assombra pensamentos do dia a dia, assombra memórias e as vezes causa ilusões sinestésicas. Você é desafio, físico, mental, moral, e amoral. Ser alguém melhor e te dar o meu pior. 
Não faz sentido.
Assim como não faz sentido tentar dar bom dia para seu jornalista predileto na rádio.



Constatação: me ferrei duplamente.

Boa noite?

2 comentários: