12 de mar de 2011

Sem-romantismo, sem nada.

Não existem detalhes pequenos de nós dois.
Tudo se deixa para depois.
Enquanto o nada acontece...
E nenhuma hora você vai lembrar de mim.

Um comentário: