20 de jun de 2010

Dialógos


 

- Eu tenho medo das drogas... menos álcool... mas nem costumo abusar.
 - Eu usei e descobri que não preciso. Quis experimentar para saber se gostava ou não.
 - Ah, eu tenho medo. As pessoas geralmente usam drogas para se livrar de suas limitações, ganhar coragem. Como o mocinho que bebe para criar coragem para falar com a mocinha. Eu, sem nada, nem alcool, fui parar no palco no show, cantei com o cantor, errei a letra, ainda assim me diverti horrores independente do que pensaram das minhas maluquices. Pensa se eu usar drogas?? O que teria eu feito??
 - É melhor. Não use.

[...]

6 comentários:

  1. Pois é do alcool que se deveria ter mais medo...

    ResponderExcluir
  2. ótima postagem!!!
    As drogas não nos trazem nada de bom...


    Pra mim, é assim: "Não bebo, não fumo e me divirto!" Não preciso de álcool, nem de droga na minha vida para ser feliz... =D

    *-*
    Tenha uma ótima semana!!
    bjos'

    ResponderExcluir
  3. precisamos respeitar os nossos limites; decisões importantes formam a nossa personalidade, ditam a intensidade e a direção dos nossos passos.

    ps: sobre a postagem anterior, gostaria de dizer para a Vanessa que não queria criticá-la, foi uma observação minha, talvez um pouco mal colocada; se você, Vanessa, se sentiu ofendida, gostaria de me desculpar. aliás, o que tentei expor foi uma espécie de complemento ao seu comentário.

    ResponderExcluir
  4. Ótima postagem... Tantos jovens se perdem nesse caminho sem voltas. 'É melhor. Não use." Adorei o humor do final :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Gostei!
    Lembrei do vídeo do tapa na pantera (http://www.youtube.com/watch?v=6rMloiFmSbw). Ela comenta que fuma maconha há trinta anos, todos os dias, e nunca viciou. Conheço gente que se posiciona da mesma forma em relação a cerveja. Já até propus um exercicio "Você consegue ficar um mës sem tomar um copo de cerveja"e a resposta é claro que consigo, mas para que vou fazer isso. E nunca fez, e sei que não conseguiria.Èu com o passar dos anos bebo cada vez menos, quase nada e me divirto muito.
    Gostei muito do post principalmente porque é exatamente assim que me sinto.

    ResponderExcluir