14 de jun de 2010

Olha-se no espelho: a imagem, a distorção e a miragem. 
O cheiro de cerveja adocicando o ar. Pensando que o mundo vai acabar. Lentamente sorri, entorpecida, cerveja e pensamentos. Pensar demais deveria ser crime. A pena deveria ser uma injeção de espontaneidade. Epifania: penso, logo desisto. 

Levanta-se e o mundo roda. Mas o mundo sempre não rodou sua idiota?? Cadê o vaso sanitário? Por onde andaria aquele imprestável? A comida não caiu bem. A culpa é sempre da comida, barata e sem sal. A cerveja é sempre isenta, pois é boa, importada, cara, fashionada

A vida pode parecer que é como um livro, mas não é. 
Mas o que é mais interessante, viver ou ler a história???

Um comentário: