25 de dez de 2011

Relembrar é viver?

Às vezes odeio Natal, Ano Novo e essas comemorações.
Pensar sobre a vida me lembra dos meus hábito auto-sado-masoquistas.

Certas coisas são impagáveis.
Nem todo sabão e vanish do mundo conseguem apagar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário