14 de ago de 2011

O Direito de Ficar Triste


O pensamento cristão ocidental deturpou o direito de ficar triste. Como? Simplesmente ao te dizer que você deveria estar feliz por não estar numa situação pior ainda. Você tomou um tiro na perna?? Fique feliz porque não foi na sua cabeça! Nunca se pode estar triste, abalado. Nos momentos difíceis você tem que ficar feliz por não serem piores. 

Nos momentos tristes, é normal ficar triste, não?? Digo, sentir a tristeza porque ela está ali, depois analisar a situação e tentar lidar com aquilo. Não digo de se entregar a tristeza, apenas de sentir. Se organizar e tentar resolver. Por que, a maioria das pessoas, ao tentar te animar, fala essas coisas? É foda sim, mas você vai superar. Acho isso um "consolo" maravilhoso.

5 comentários:

  1. Feliz daquele que ainda pode se dar ao luxo de ficar triste. Esse é um direito que eu já não me dou mais há um bom tempo: prefiro transformar tristeza em algo produtivo, sempre.

    ResponderExcluir
  2. Rapha, acho que vc nao entendeu. Falei que acho a tristeza parte do processo de algum triste. vc esta triste, sinta a tua tristeza e depois a supere. nao acho certo ignorar e suprimir.

    depois q senti a minha tristeza de verdade, consegui superar.

    ResponderExcluir
  3. Eu entendi seu ponto de vista. E sei o quanto é incômoda a "ditadura da superação", famosa pela máxima de que "podia ser pior". O problema é que a tristeza pode levar você à apatia, vulnerabilidade, e enquanto você se deixa levar pela mesma, a vida continua e não espera por você. Acredito realmente que a tristeza faça parte de um processo de crescimento, só que chega um momento da vida em que não há mais o que crescer ou sentir de diferente. Chega um momento em que não há mais com o que se decepcionar. Quando se chega nesse limite, a tristeza deixa de ser um catalisador de crescimento, e se torna um mero incômodo, algo a ser deixado de lado e superado.

    Tornando uma história longa curta: ainda que você esteja triste, não vale a pena (sim, o paradigma acaba se mostrando correto). O segredo da felicidade repousa em cada um de nós, e diante dele, não há nada na vida que possa nos derrubar.

    ResponderExcluir
  4. Heat,
    Achei legal essa abordagem. Felicidade e tristeza existem para serem sentido e não relegados.
    Seja feliz quando a felicidade ulular em seu peito e "curta"a trsiteza quando ela for inevitável.
    Chore as lagrimas que tiver que chorar, grite os gritos que tiver que gritar e só assim a tristeza vai passar.
    Enquanto a alegria é um sentimento mais perene, que parece fecundar todos os meus dias, a tristeza sempre se apresentou para mim muito passageira. Quase sempre ela é intensa, mas sempre é passageira.

    ResponderExcluir
  5. Ai, Amiga, já sabe do meu apreço pela tristeza, após aprender a enxergar a beleza nela, e também me enxergar, passei a ser mais tolerante.
    Mas sabe que temos essa mesma mania em relação às lembranças: Raramente sou a favor de esquecer uma dor, uma perda, um desamor. Penso que elas me falam acerca de quem sou e, portanto, meu desejo é que a cada dia ela setorne mais amena. Que ela vá se abrandando...e isso acontece, pois o tempo trabalha com a vida em prol disso.
    Beijoca,
    K.

    ResponderExcluir