29 de mai de 2011

Vida Sacana

Eu queria saber falar como eu escrevo. Não que eu escreva maravilhosamente bem, mas escrevo melhor do que falo. Será que meus dedos são mais espertos que a minha boca? Meus dedos não gaguejam, quase nunca hesitam, talvez diante de alguma palavra de grafia complicada. Quando eu tenho que falar, que enfrentar, me expressar, minha boca hesita, escolhe demais as palavras e acaba perdendo o tempo para fazer as colocações certas, as piadas engraçadas, o comentário inteligente e engraçado. O melhor de mim se esconde entre as letras, e quase ninguém o vê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário