25 de jul de 2010

Cartas para alguém.



Eu tenho uma grande sensação de estar incompleta. Não como se faltasse outra pessoa. Não estou a devanear sobre a minha desconhecida metade da laranja, tão bem escondida que eu não conheci ainda. Tenho a sensação de estar incompleta, como se estivesse com fome, como se procurasse algo, não alguém. O que eu sinto não é tão bonito assim. 

Quando se quer que um pássaro não voe, corta-se as penas menores, do lado interno da asa, mas estas crescem, existe também uma cirurgia, aonde se extirpa uma das falanges e ela nunca mais poderá voar. Parece cruel? É cruel.  Eu não sei se me cortaram asas, se perdi alguma falange. Provavelmente não, devo estar a devanear novamente. 

Quanto mais eu estudo, mais eu leio, parece que menos certezas eu tenho. 

4 comentários:

  1. Espero que suas asas voltem a crescer e que você possa voar... rsrs

    Gostei do post!! Achei muito bacana!!

    bjoO

    ResponderExcluir
  2. É a intuição dizendo que existe algo além das aparencias da realidade. Algo que deve ser buscado por ser importante para ser completo. A sensação de vazio nada mais é que o inicio do caminho. A busca? Depende de onde cada um se coloca no ponto de partida. Uns vão muito longe, outros desistem já no inicio. No entanto o caminho é sempre longo, talvez infinito, e contudo é preciso seguir sempre, cada passo sendo um degrau conquistado na evolução do ser.
    Beijo e bom dia.

    ResponderExcluir
  3. Canalizar, não desperdiçar. Compartilhar, não consumir. Empenhar, não pedir. Avançar, não esperar. Amar, não esperar ser amada.

    Teus lamentos traçam o camimho inverso da solução; por isso, servem para indentificá-lo.

    ResponderExcluir
  4. Esse deserto me assola há anos...
    Acho que sinto falta de mim mesma, sabe?
    Por onde será que eu ando?

    =/

    ResponderExcluir