5 de mai de 2010


É preciso estar sempre embriagado.
Isso é tudo: é a única questão. Para não sentir o horrível fardo do tempo que lhe quebra os ombros e o curva para o chão, é preciso embriagar-se sem perdão.
Mas de quê? De vinho, de poesia ou de virtude, como quiser. E se às vezes, nos degraus de um palácio, na grama verde de um fosso, na solidão triste do seu quarto, a embriaguez já estiver diminuída ou desaparecida, pergunte ao vento, à onda, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo o que foge, a tudo o que geme, a tudo o que rola, a tudo o que canta, a tudo o que fala, pergunte que horas são e o vento, a onda, a estrela, o pássaro, o relógio lhe responderão: "É hora de embriagar-se!", então, para não ser o escravo mártir do tempo, embriague-se; embriague-se sem parar! De vinho, de poesia ou de virtude.

(Charles Baudelaire)

3 comentários:

  1. Rss, e eu que só bebo água, que faço?

    ResponderExcluir
  2. Que texto lindo!! :))
    Demais, demais mesmo!!
    Embriagar se de poesia, de virtude... lindo demais!!
    Estou sem palavras, só sei que gostei demais!!
    "É hora de embriagar-se"... Lindo d+!!


    Oi sumida!!rsrs..
    Fico feliz que esteja de volta, agora com um blog novo, está tudo lindo por aqui!! Estou seguindo o seu blog tah??
    Ah, e quanto a pergunta que fez ao meu blog, postarei sim um resumo, só que primeiro terei que terminar essa parte que comecei tah??Se não fica um pouco solto.. Mas eu prometo que ainda essa semana posto um resumo pra você!!
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Mesa de bar.
    (Felipe Sanches)

    São tantos lugares
    pelos quais viajei sem rumo
    na noite escura da metrópole,
    que mal sei o que fiz.

    Por horas e horas transitei
    no tenebroso caminho
    das lembranças incoerentes
    e das palavras sem sentido.

    Frases de efeito imediato
    e impossível compreensão
    para quem se julga dotado
    de sanidade mental.

    Mentalizando e dizendo,
    metamorfoseando...
    Dando novas cores
    a quadros antigos.

    Amizades antigas,
    inspiração para novas palavras.
    Transpiração de sentimentos,
    piração por piração.

    ps: sim, sempre vão existir novos sentimentos, bastar permitir-se enxergá-los.

    ResponderExcluir